html Blog do Scheinman: Lula: "Meu, sifu"

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Lula: "Meu, sifu"

Essa foi divulgada no site jurídico "Migalhas":
Verbis:
"Com olhos marejados, de quem abraçou literalmente a causa do etanol (coisa típica de nosso querido presidente, emotivo, que se vê diante de uma crise descomunal e sem muitas perspectivas), Lula discursou ontem no lançamento do improvável Fundo Setorial do Audiovisual. "Imagine se um de vocês fosse médico e atendesse um paciente doente. O que você falaria para ele ? "Você tem um problema, mas a medicina já avançou demais. Vamos dar tal remédio e você vai se recuperar". Ou você diria: "Meu, sifu".
Resposta migalheira: Não, Exa., certamente nenhum dos ouvintes diria isso se médico ou não fosse, e muito menos esperaria ouvir isso do presidente da República. De qualquer forma, pelo visto S. Exa. estava inimputável. Cena, aliás, que muitas vezes iremos ver a partir de agora.
Para inglês ver, na transcrição do discurso no site da Presidência, a frase foi reproduzida desta maneira : "Meu, (inaudível)"."
Bem desagradável isso.
Tá aí.

6 comentários:

Claudio P. Vieira disse...

Pena que não tinha nenhum "curintiano" da periferia na platéia, pra responder... "Pô meu... Tá mi tirando?"
Abs

Lisa disse...

Desculpe-me a ignorância, mas o que é "sifu"?
Abs
Lisa

Berenice disse...

Mauricio, nestas horas tenho vontade de chorar, me esconder do resto do mundo. Não consigo aceitar que este seja o homem que representa o meu país e que, ao fim e ao cabo, me representa. Que vergonha!!! E tem gente que ainda vota nele e ele continua batendo recordes de aprovação.. O Brasil é que sifú e o povo ainda não percebeu...Bjs

Margareth Bravo disse...

Pois é Maurício, esse é o estilo Lula de governar como se tivesse no meio da patotinha dele. Não sei o que é pior, se a gíria indecente, ou o assassinato da língua, quando ele disse para o mundo inteiro na ocasião do Forum Social Mundial de em Porto Alegre aquele infâme: "agora nós vai"
Escrevi um texto de desabafo sobre isso que terminava dizendo, que eu não queria ter um presidente, que me obrigasse a dizer para meus netos e crianças do futuro, que o Brasil era uma país que fez que foi mas acabou não "fondo".
Agora estou escrevendo outro texto, baseada na pergunta da Lisa. Título: Senhor presidente, me explica o que é sifu?
Um grande abraço amigo

Cybele Meyer disse...

Também fiquei indignada com o que ouvi ontem.

E pensar que esse é o homem que representa o nosso país.
Ainda em estado de choque pelo veemente discurso de ontem escuto nas notícias que o presidente tem 60% de aprovação e que estamos encerrando o ano com uma belíssima imagem do nosso presidente.

Só posso dizer uma coisa: Cada povo tem o presidente que merece!

Tarcicio Blog disse...

Maurício...estou com uma dor lascada em meu hipotálamo encefálico ao ponto de explodir meu cortex e rachar a caixa craniana, espargindo os miolos filosofais por toda a órbita atmosférica em minha circunferência. Moral da história. É enfadonho falar certinho o tempo todo, tá? Vigie sua linguagem cotidiana e surpreenda-se! Mas voce tem razão sim. Só precisava ser mais corajoso e dizer logo de vez que palavra foi essa, pois o que vc põs ai não diz quase nada. Como o brasil é vasto, há quem não se toque com o dialeto empregado pelo nosso lider chegado ao etanol. abraços!!!