html Blog do Scheinman: Problemas com o papagaio

quarta-feira, 18 de março de 2009

Problemas com o papagaio

Durante a nossa vida os problemas que nos surgem, no momento do aparecimento, parecem insolúveis, mas passado o aperto, tornam-se até motivo de chacota ou ao menos de uma boa risada...
Meus amigos!!!! Que coisa chata é ter que fazer xixi em papagaio...
Não, senhores ecologistas de plantão, não se trata de nenhum mal trato à ave faladora!!! Nunca sonharia em fazer um xixi em um papagaio, embora tenha aversão a palmeirense. Mas tenho um sonho: um dia quero voar bem alto, bem alto, e ter pontaria suficiente para cagar em todos os pombos que eu ver!!!
Mas voltando ao papagaio, aquele de hospital, que a gente usa quando precisa fazer xixi deitado. Digo a gente "meninos", que tem piu-piu, porque acho que as meninas usam a tal da arara.
Obvio que não estou lá muito habituado a utilizar o aparato e quando vem a vontade de drenar o joelho e a enfermeira diz que a determinação é de repouso absoluto, logo penso: "esses caras vão me fazer mijar na cama? Vão me por fralda?" Qual é o lance pra eu me aliviar enquanto estou na horizontal???
Eis que aparece a auxiliar de enfermagem com aquela garrafinha tipo squeeze de academia, que o pessoal bombadinho tanto gosta (será que essas garrafinhas que vendem nessas lojas de produtos para marombados podem ser papagaios reciclados???) e diz que vou ter que fazer xixi alí dentro.
Como o bom humor, com a graça de Deus, não me abandona, logo pergunto pra moça se não tem um papagaio com a "boca mais larguinha"... ela, sem graça diz que é o padrão do hosital e chama a enfermeira da ala. Pra piorar digo que não sei usar o troço e ela me dá uma rápida aula, inclusive explicando que é pra fechar bem a tampinha até fazer clic pra não derrubar o conteúdo; quando disse "derrubar", logicamente se referiu a derrubar em cima de eu mesmo. Seria uma merda, eu alí deitado, cheio de fios pelo corpo, com acessos venosos dos dois lados, oxigenio no nariz, todo enxixizado...
Agarro o papagaio e começo o serviço super sem jeito; não consigo fazer xixi com alguém olhando e muito menos deitado. Também não sei o que é melhor, se fazer xixi ou uma boa noitada de sexo. Há quem diga que xixi é melhor já que depois do ato não precisa abraçar e beijar o vaso sanitário. Piada machista e de péssimo gosto, mas tem lá um fundo de graça. Sorry moçada pra quem não gostou.
Continuo o xixi. Mas que xixizão!!! Dou uma olhada e penso com meus botões: "putaquipariu, vou encher essa merda", mas não me arrisco a dizer nada. Me lembro quando eu era pequeno e ia com minha familia toda para a casa do meu avô lá em Teresópolis. A gente ia encher os galões de água da fonte e, completando o galão, a água continuava a verter para o próximo... "E se encher esse troço, continuo a operação ou dou aquela paralizada?". Pra minha sorte o alívio veio antes de encher o receptáculo. Mas quase transbordou... foi realmente um xixi de respeito. Se fosse aquele que a gente faz quando criança em luta de espada na privada do jardim da infância, eu ganhava, porque saiu xixi à beça.
De novo, a veia humorística veio à tona: perguntei pra enfermeira: "Como faz pra chacoalhar???" Ela, visivelmente mais sacana que eu, e experimentada na profissão, respondeu de pronto: "aqui tem duas opções: ou a gente chama um enfermeiro que é especialista em torcer ou passa a sonda"... fiquei mudo e achei melhor não brincar mais. Ela era do ramo e não estava alí para brincadeiras.
Não preciso nem dizer que a partir daí eu não quis mais saber do tal papagaio e alí cessou minha admiração pelas aves hospitalares, já que periquitas também não havia e pintinhos não é o meu negócio. Aliás, sei lá porque lembrei disso agora, mas manifesto minhas condolências aos parentes do Clodovil.
Tá aí.

2 comentários:

EAD disse...

Amigo, acho que vc está se excedendo. Vc precisa de REPOUSO. bjs

bloguedomonstro disse...

Não sei ao certo se somos todos iguais em nossas manias... mas fiquei aqui pensando:
- como fez para soltar aquele pum que via-de-regra sempre vem "no meio" da pipizada (para não dizer mijada) e que o "xixi", educadamente, dá passagem?
Já notou isso?
- QUE O PIPI PÁRA, DÁ PASSAGEM AO PUM, E DEPOIS VOLTA VIVAZMENTE?

Meu sapiente e iluminado amigo,
vim, tardiamente, para expressar meu sincero desejo de rápida e pronta recuperação.

seu amigo MOnstro