html Blog do Scheinman: Redação:“Você tem experiência?”

sábado, 14 de março de 2009

Redação:“Você tem experiência?”

Recebi o texto abaixo de uma querida ex-aluna do pós-graduação em Direito Empresarial. Um texto que me levou à reflexão. Na verdade, penso que quanto mais buscamos saber e conhecer, menos experiência temos. Quanto mais estudo, mais percebo que nada sei…

Vamos ao texto:

“Em um processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta: "Você tem experiência?" A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e ele com certeza será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma.

REDAÇÃO VENCEDORA:

Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela para de chorar, já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo. Já quis ser astronauta, violinista, mágico, caçador e trapezista. Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido. Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro,já chorei ouvindo música no ônibus. Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de esquecer.Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra roubar fruta, já cai da escada de bunda.Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa para sempre, e voltei no outro instante.Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já bebi uísque até senti dormentes os meus lábios, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei o meu lugar.Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar.
Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade, já roubei rosas num enorme jardim.Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um "para sempre" pela metade.Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão. Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pela lente da emoção, guardados num baú, chamado coração.E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: "Qual a sua experiência?". Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência...experiência...Será que ser "plantador de sorrisos" é uma boa experiência?Não!Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou essa pergunta:
"Experiência? Quem a tem,se a todo o momento tudo se renova?"

É isso.

5 comentários:

Francisco Castro disse...

Maurício!

Realmente, é um texto muito bom, de uma criatividade sem tamanho. Certamente, essa pessoa só poderia ser contratada se a empresa preza pela criatividade entre seus empregados e sabemos que a maioria das grandes empresas essa qualidade é de extrema importancia.

Abraços

Francisco Castro

Aos Empreendedores do Varejo, disse...

Maurício,
um texto extraordinário e creio que a maioria de nós passou por muitas das experiências do 'candidato' aprovado. Também, quem iria reprovar a pessoa que consegue verbalizar tudo o quase ninguém consegue?
Agora, com relação a experiência que tanto gostamos de valorizar, principalmente nós que ficamos mais velhos e experientes a cada dia, lí uma frase muito dura que dizia mais ou menos assim: a experiência é um farol...que ilumina prá trás, por tudo que se passou. Não deixa de ser, não? Não invalida nem diminui a experiência, mas nos alerta que o novo pode não ter nada com o passado, e aí o que vale mais é a humildade para se aprender tudo de novo, se necessário for.
Abraço, Edu
ps: prá comentar aquí, tive que virar google...é muito restritivo...

Luciana disse...

Maurício,
Já trabalhei este texto várias vezes nas aulas de Redação com os meus alunos do Terceirão. É umtextomaravilhoso! É a prova de que não basta saber escrever, é preciso escrever com a alma, ter sentimentos e saber combiná-los ao tranformar o que sente em palavras.
Acredito que escrever transcende o simples saber de regras e normas da língua, é um talento nato, é uma sensibilidade elevada a um grau superior aos demais.
São poucos textos que realmente nos tocam, e você nos mostrou um deles.
Abraços, meu amigo!

Glauciane Carvalho disse...

Eu achei este texto sem palavras!!!! Texto sensível ao bem viver, a coisas simples. Esse texto toca nosso coração de uma forma tão gostosa, tão bonita. Eu amei ! Um beijo

Sissym disse...

A pessoa e genial, finaliza de maneira soberba: Experiência? Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova! Até fiquei aliviada com minhas idéias...
ufaa....